de dicionário (do livro teoria do beijo)

por João Bosco Bezerra Bonfim

Artes Verbais, Literatura de Cordel, Discurso, Letramento Literário, Narrativas, Poesia


de dicionário

beijo
beijoca
ósculo

beijar
beijocar
oscular

ó ilusório
papel
ó mentirosa
tinta
mesmo se quisessem
saber nunca iriam
o sabor que guarda
o calor
que agita
com o desejo do beijo
quem alma tiver
alma que sinta

do livro teoria do beijo, ed. do autor, 2003, com arte de Ana Lomonaco

Sobre o beijo muito há o que falar, escrever, sentir, imaginar, sonhar. Mas será que é possível “teorizar” sobre o beijo? Sem pretensão científica alguma, pelo contrário, calcando suas formulações nos sentimentos, na imaginação e no sonho, João Bosco Bezerra Bonfim construiu o seu “teoria do beijo”.
A partir de uma suposta “lei” ou axioma, segundo a qual “quem beija, bebe a alma beijada”, por 55 páginas-cartões, o autor brinca com idéia; ou não brinca, tornando o tema por vezes bem sério; mas também sensual e até lógico, como se pode ver nestes poemas:

Os poemas foram trabalhados pela artista plástica Ana Lúcia Lomônaco, que concebeu um livro-objeto, que pode ser lido na seqüência ou montado como um quebra-cabeças. O livro, por sinal, fez parte de sua exposição intitulada “o beijo, a poesia, o livro” no Espaço Zumbi dos Palares, da Câmara dos Deputados,  na segunda quinzena de maio.
João Bosco Bezerra Bonfim é poeta, e este é seu terceiro livro de poesia. Os outros são amador amador, Pirenópolis pedras janelas quintais. Mas também tem publicados o infantil Era uma vez uma maria farinha e o ensaio A fome que não sai no jornal — o discurso da mídia sobre a fome. É cearense de nascimento e está radicado em Brasília desde 1973. Aqui, formou-se em Letras, é também Mestre em Lingüística (UnB) e trabalha como Consultor Legislativo no Senado Federal.

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook Email

About João Bosco Bezerra Bonfim

Poeta, pesquisador de linguística e literatura. Mora em Brasília, DF, Brasil. Autor de mais de vinte livros: análise de discurso, poesia, literatura infantojuvenil, cordéis. Nasceu na Barra do Riacho Seco, município de Novo Oriente, Ceará, em 1961. Reside em Brasília desde 1972. Professor de literatura, mestre e doutor em linguística, na área de análise do discurso. Ministra oficinas para mediadores de leitura; faz leituras públicas de suas obras; participa de eventos literários em todo o Brasil.

Nenhum comentário ainda... Seja o primeiro a deixar uma mensagem!

Deixe uma mensagem