Credo: antenas

por João Bosco Bezerra Bonfim

Artes Verbais, Literatura de Cordel, Discurso, Letramento Literário, Narrativas, Poesia


Credo:

 

 

 

 

 

 

 

Resolutas o pretérito irradiam
e o porvir
– sempre já, o findo e o germe –
Em altas torres captam senso
e sentir
Mas dos signos nada filtram
ao emitir?
Atam, prendem, enredam
sem fios
Mas, inumanas, sem julgamento, em tudo
criam?
Carandiru, Candelária,Unaí, Eldorado dos Carajás
Hiroshima, Guantânamo, Vietnã, Sabra e Chatila
2 de outubro, 11 de setembro, 27 de janeiro:
Boate Kiss e Auschwitz
– Valei-nos Santa Maria!

Atentas, o pretérito viciam
e o porvir
só lamentam
sem sorrir?

João Bosco Bezerra Bonfim
em 2 de fevereiro de 2012

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook Email

About João Bosco Bezerra Bonfim

Poeta, pesquisador de linguística e literatura. Mora em Brasília, DF, Brasil. Autor de mais de vinte livros: análise de discurso, poesia, literatura infantojuvenil, cordéis. Nasceu na Barra do Riacho Seco, município de Novo Oriente, Ceará, em 1961. Reside em Brasília desde 1972. Professor de literatura, mestre e doutor em linguística, na área de análise do discurso. Ministra oficinas para mediadores de leitura; faz leituras públicas de suas obras; participa de eventos literários em todo o Brasil.

Nenhum comentário ainda... Seja o primeiro a deixar uma mensagem!

Deixe uma mensagem