Arquivos | 11 de fevereiro de 2013

oásis

por João Bosco Bezerra Bonfim

  cavalo de pau       para o sol, amena sombra para as choupanas serena telha ouro em pó, preciosa cera mas não é dessa carnaúba que falo falo daquela que do engenhoso talo com orelhas cabresto olhos focinho rabo fez-me meu pai trotante cavalo do livro passagens terrâneas e subterrâneas, LGE/FAC, Brasília, 2003 […]

Leia mais