Arquivos | 18 de janeiro de 2013

Canto chão

por João Bosco Bezerra Bonfim

Se me fosse dado ter voz, Cantava? E se ouvidos houvesse – e de Vós viesse esse som – Sussurrar ou suspirar havia de? Não. Um canto não me basta. ‘Inda mais um cantochão! Mesmo que cantado por Monjas beneditinas Ou por Clarissas, nas calçadas. Então, para que Vós, Se mudo me mandam Cruzar esse […]

Leia mais

dialética sertaneja

por João Bosco Bezerra Bonfim

Riacho Seco se riacho, porque seco? se seco, porque riacho? mas um leito se sustenta de matéria mais vária que a imaterial água ainda está aqui a areia de que um riacho precisa pra se achar ainda os mofumbos se lembram de seus galhos a acariciar as correntes águas que dizer das pedras preparadas ainda […]

Leia mais